quarta-feira, 1 de março de 2017

Criação rainhas com Francisco Rogão




28 de Abril. Dia de criação rainhas com Francisco Rogão

Oportunidade de aprender a criar rainhas 

 Para profissionais (mais de 1000 rainhas ano) e amadores (necessidades da exploração de 10 a 100 rainhas).
Seleção de colmeias genearcas, fazer translarve, colocação de realeiras nos nucléolos de fecundação, introdução de rainhas virgens e fecundadas, apiários de fecundação, seleção de colmeias dadoras de zangãos. Material base para criação rainhas. Recolha de rainhas, uso adequado das rainhas manter as colmeias criadeiras.


50 euros + iva

  

Inscrições aqui





Jornada com Gilles Fert



Aniversário macmel 


Inscrições e informações aqui

Criação de rainhas e produção de geleia real, c/ Francisco rogão 29 de Abril 2017

Criação rainhas 29 Abril 2017


Curso de criação de rainhas e produção de geleia real, com a presença de Gilles Fert

Participação gratuita a todos os apicultores



MACMEL Formação
Criação rainhas e 12º aniversário da Macmel dia 29 de Abril 2017
Manhã dia 29 Abril 2017 apiário escola Macmel

Demonstração do modo de criação de rainhas 
Demonstração como fazer pacotes de abelhas

Workshop criação rainhas e demonstração prática com André Vaz
Cada participante vai poder ver e praticar os métodos explicados orientado por André Vaz (picking)

Workshop produção geleia real com Francisco Rogão

Workshop utilização do sublimador com Rui Jacinto




Tarde 14h.20 Seminário internacional no auditório da ACIMC de Macedo de Cavaleiros

14.30 Abertura seminário

Bruno Moreira (turma da abelha) importância da cooperação entre apicultores

Francisco Rogão (Macmel) produção geleia real

André Vaz Polen

CONHEÇIMENTO E SELEÇÃO DA RAINHA

Conheça a Rainha

PREPARAÇÃO DAS COLÔNIAS

A escolha das colônias "mães" ou seleção

A seleção de abelhas mais limpas ou "teste de limpeza"

A conservação de rainhas mães

Estimulação e desenvolvimento de colónias chocadeiras

Produzir suas próprias rainhas

Fecundação

Introdução rainhas virgens e fecundadas
 

Gilles Fert (apicultor) criação de rainhas


CONHEÇIMENTO E SELEÇÃO DA RAINHA


A escolha das colônias "mães", seleção. A seleção de abelhas mais limpas ou "teste de limpeza"



A conservação de rainhas mães


Estimulação e desenvolvimento de colónias chocadeiras


MATERIAL BASE


As cúpulas. Quadros para realeiras. Transferência espátula ou "picking



Produzir suas próprias rainhas


Rainhas, produzir menos de 20 por ano. Produzir, de  20 a 200 rainhas por ano. Fecundação dirigida. A criação de zangãos

Escolher a melhor apiário de fecundação. Que modelo de núcleos escolher?

Transporte e introdução das células de reais. Colmeia com rainha dupla


Avaliação e recolha de rainhas. Marcação de rainhas. O "clipping". O envio da rainha

Uso adequado de rainhas






A introdução de rainhas virgens

A introdução de rainhas fecundadas

A introdução das rainhas de valor

A constituição numa colméia zanganeira


A PRODUÇÃO DE ABELHAS



A preparação das colónias e introdução dos pacotes de abelhas




Método de recolha de pacotes de abelhas


Abelhas destinas a núcleos, As abelhas destinadas à venda

Inscrições e informações aqui




domingo, 8 de janeiro de 2017

Como utilizar a cera rigida da Macmel

Bem aceite pelas abelhas.

Temperatura de fusão 5ºc acima da cera flexível pelo que tem bom comportamento no verão em zonas de temperaturas elevadas   

A cera rígida da Macmel com temperaturas baixas é muito quebradiça pelo que deve ser manobrada com muito cuidado:

1- Na aplicação se estiver muito frio quebra com facilidade pelo que deve ser manipulada com muito cuidado, na experiência que temos em Trás os Montes a partir de Março se o tempo estiver com Sol passa estar mais flexível e a manipulação é igual a da dera flexível.

2- No transporte para o apiário com a cera colocada e com temperaturas inferiores a 15ºc deve conduzir com cuidado pois com os pulos nos caminhos pode acontecer que algumas ceras se partam e chegue ao destino com a cera caída no fundo da colmeia.

3- A cera (qualquer tipo de cera) nova nas colmeias só deve ser substituída se as abelhas cobrirem logo os quadros de laminas de cera novas com abelhas ou se o enxame estiver em expansão, caso contrário as abelhas não puxam a cera e mesma pode derreter com o calor.

4- As laminas novas devem ser colocadas na parte mais fria da colmeia, isto é na parte virada a norte ou nascente, local onde as temperaturas são mais baixas e há menor risco de empanarem com o calor. Como mostra a figura será do lado oposto ao sol ás 17.00 horas.  


5- A cera não deve colocada com muita antecedência a aceitação é melhor se a cera não estiver ressequida.

6- Após colocação da cera voltar a fechar a cera não aplicada na embalagem original mantendo a mesma as características iniciais, pode até ser guardada de um ano para o outro se estiver embalada e fechada na caixa original.

Se for para substituir quadros velhos por novos os mesmos devem ser substituídos um de cada vez e os restantes devem ser colocados quando o anterior já estiver a ser puxado pelas abelhas assim evitamos que a cera derreta e as abelhas já não a queiram puxar.

As lâminas de cera Macmel tem cerca 12.5 lâminas por quilo (ninho lusitana ou langstroth) sendo que a maioria tem cerca de 10 lâminas por quilo o que em 100 quilos de cera da Macmel tem 1250 lâminas e de outra cera poder ter 1000 lâminas, dando para 25% mais colmeias com a mesma quantidade, ficando o custo da moldagem 25% mais barato em relação á quantidade lâminas por quilo e cera aplicada em cada colmeia 25% mais barata.


Para fazer troca de cera macmel carregue na imagem

https://docs.google.com/a/macmel.net/forms/d/e/1FAIpQLSeAFqDL5HgeWVrN_0SQ4_0wBGbVJuYy_EUVhohU8V7XYdr6tg/viewform



Veja aqui o vídeo do nosso equipamento




http://formacaoapicultura.blogspot.pt/2016/09/formacoes-macmel-2017.html